Meu negócio precisa mesmo estar nesse tal de Facebook?

"Like" symbol on blue background

Criado há dez anos por Mark Zuckerberg e seus colegas de faculdade, o Facebook tornou-se, já em 2009, a rede social com mais usuários ativos em todo o mundo. Contudo, foi apenas em 2012 que a rede social se transformou na maior do Brasil e da América Latina.

Inicialmente, a ideia era que a ferramenta fosse mais uma forma de unir pessoas que se conheciam ou possuíam interesses em comum. Mas, quando a adesão mostrou-se muito maior do que as expectativas, não demorou para que as empresas também quisessem estar presentes nesse veículo de comunicação.

Dados revelados no ano passado mostram que o Brasil é o 2º país com mais pessoas que entram diariamente no Facebook, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Até a data da pesquisa, a rede possuía cerca de 76 milhões de usuários brasileiros, o que representa mais de um terço da população total do País.

E, se saber a quantidade de gente atingida pela plataforma ainda não é suficiente para te convencer, é hora de sermos mais específicos.

Como usar o Facebook a favor da minha empresa

Vamos aos fatos: mesmo que você não queira, a sua empresa pode estar nas redes sociais. Atualmente, uma das principais utilizações dessas plataformas é como serviço online de atendimento ao consumidor. Se você não possuir uma página da sua marca, os clientes poderão citá-la e você nunca ficará sabendo. Mas, se houver uma fanpage, eles terão a quem direcionar suas mensagens e, em caso de problemas ou críticas, sua empresa poderá se pronunciar.

Os comentários, compartilhamentos, curtidas e mensagens mostram como o público enxerga a sua marca. Assim, você descobrirá o que agrada aos seus clientes e os deixa engajados. Respostas rápidas e eficientes são capazes de mostrar o quanto a sua empresa se preocupa com eles e dessa maneira a rede servirá como um termômetro para sua imagem.

E, se é possível medir, também é possível melhorar. Postagens divertidas, que geram identificação, e a interação constante com as pessoas são maneiras de construir uma boa reputação para a sua marca. Quando o cliente se sente próximo da empresa, a confiança e, consequentemente, a fidelidade ao produto ou serviço tornam-se muito maiores.

Se for fazer, faça benfeito!

Páginas abandonadas, clientes ignorados e marcas prejudicadas. Esse é o resultado mais comum para empresas que entram sem planejamento nas redes sociais. Nessas horas, a vontade de estar no meio digital vira um tiro no próprio pé.

No universo das novas mídias, todos estão falando ao mesmo tempo. É quase como uma feira livre, na qual chama mais atenção aquele que é mais criativo e não aquele que grita a mesma coisa, só que em um volume mais alto. Por isso, para se destacar, ofereça um conteúdo variado, constante e, acima de tudo, interessante para o público-alvo. Pode parecer simples, mas todo cuidado é pouco antes de fazer uma publicação. Um post fora de hora, uma informação errada, uma frase mal formulada e até uma imagem interpretada incorretamente podem jogar muito tempo de trabalho fora.

E, se bem antes da era da internet a melhor propaganda já era o “boca a boca”, imagina agora que a “voz” do seu cliente pode ser ouvida por muito mais gente. E aí, ainda prefere ficar de fora?

Leave a Reply

três × 3 =